Vacina HPV – para que serve e quem pode tomar

agosto 15, 2017 by Hospital Sugisawa0
HPV-1200x600.jpg

A baixa adesão da população à campanha de vacinação contra HPV gerou uma recente polêmica no Brasil, pois grandes lotes da vacina estão ameaçados a irem para o lixo por risco de vencimento antes de serem aplicadas. Centenas de doses dessa importante vacina podem ser descartadas por falta de divulgação da sua importância para a saúde das pessoas.

Desde janeiro deste ano ela passou a ser disponibilizada gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS) também para meninos de 12 e 13 anos de idade; até então, só era aplicada no SUS em meninas de até 15 anos. O Brasil é o primeiro país da América do Sul a oferecer vacina contra HPV para meninos em programas nacionais de imunização.

A vacina contra o HPV, o papiloma vírus humano, é dada em forma de injeção e previne além do HPV, o câncer do colo do útero.

Quem deve tomar?

A vacina contra o HPV tem eficácia comprovada durante 8 a 9 anos e pode ser tomada por:

  • Meninos de 12 e 13 anos, meninas com até 14 anos;
  • Homens e mulheres de 9 a 26 anos vivendo com HIV ou AIDS, pacientes que receberam transplante de órgãos, de medula óssea e pessoas em tratamento contra o câncer;
  • Mulheres em tratamento do HPV, com o objetivo de prevenir a infecção por outros tipos de HPV.

No entanto, meninos e meninas que já não são virgens também podem tomar a vacina, mas a sua eficácia pode estar diminuída, pois já podem ter estado em contato com o vírus.

Quem não pode tomar?

A vacina do HPV não deve ser administrada em caso de:

  • Gravidez, mas a vacina pode ser tomada logo após o nascimento do bebê, sob orientação do obstetra;
  • Quando se tem algum tipo de alergia aos componentes da vacina;
  • Em caso de febre ou doença aguda;
  • Em caso de doenças como trombocitopenia – redução do número de plaquetas; problemas de coagulação sanguínea.

Nas mulheres, o vírus HPV é responsável por praticamente todos os casos de câncer do cólo do útero, o terceiro mais incidente entre mulheres brasileiras, atrás dos tumores de mama e intestino, de acordo com o Ministério da Saúde.

Tanto em homens quanto em mulheres, o HPV também está associado ao surgimento de câncer anal e também ao tumor na boca (6º tipo de câncer mais comum no mundo, com 230 mil mortes todos os anos). Já nos homens, o vírus pode provocar câncer no pênis.

A vacinação ajuda a prevenir a infeção pelo HPV e o câncer de colo do útero, mas não é indicada para tratar a doença. Por isso, também é importante usar o preservativo em todos os contatos íntimos e, além disso, a mulher deve consultar o ginecologista pelo menos 1 vez por ano e realizar exames ginecológicos, como o Papanicolau.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


® Todos os direitos reservados a Hospital Sugisawa.