• Hospital Sugisawa

Entendendo o Lixo Hospitalar

Os resíduos hospitalares ou de serviços de saúde são aqueles provenientes do atendimento a pacientes ou de qualquer estabelecimento de saúde. Você conhece a classificação destes resíduos?



Grupo A (potencialmente infectantes): que têm presença de agentes biológicos que apresentem risco de infecção. Exemplo: bolsas de sangue contaminado.


Grupo B (químicos): que contém substâncias químicas capazes de causar risco à saúde ou ao meio ambiente, independente de suas características inflamáveis, de corrosividade, reatividade e toxicidade. Exemplo: medicamentos para tratamento de câncer, reagentes para laboratório e substâncias para revelação de filmes de raio-x.


Grupo C (rejeitos radioativos): materiais que contém radioatividade em carga acima do padrão e que não possam ser reutilizados, como exames de medicina nuclear.


Grupo D (resíduos comuns): qualquer lixo que não tenha sido contaminado ou possa provocar acidentes, como gesso, materiais passíveis de reciclagem e papéis.


Grupo E (perfurocortantes): objetos e instrumentos que possam furar ou cortar, como lâminas, bisturis, agulha de ampolas de vidro.



Como descartar resíduos de medicamentos em casa?


Além do ambiente hospitalar, consumimos uma grande variedade de medicamentos em nossas residências. Mas como descartar os comprimidos e remédios que não serão mais utilizados ou que estão vencidos? Algumas farmácias e supermercados trabalham como pontos de coleta de medicamentos vencidos. Desta forma, evitamos o descarte no lixo comum, que em muitos casos acaba indo para os aterros sanitários. Encontre pontos de descartes no endereço: www.ecycle.com.br.

11 visualizações

® Todos os direitos reservados a Hospital Sugisawa. 

  • Facebook
  • Linkedin